terça-feira, 26 de abril de 2016

ESPETÁCULO "O CANDELABRO" VENCE FESTIVAL DE TEATRO EM MINAS GERAIS

A atriz Ruth Marinho e o diretor e autor do espetáculo, Duzinho Nery, com os troféus Periquito de Ouro, que receberam no FESTA 2016.

A Cia. Távola de Teatro venceu no último final de semana (21 a 24 de abril de 2016), o IV Festival Nacional de Teatro de Araguari, no triângulo mineiro, com o espetáculo de Duzinho Nery de "O CANDELABRO", solo atuado pela atriz Ruth Marinho.

Duzinho Nery, o organizador do festival Nassin Guerra e a atriz Ruth Marinh

O espetáculo que foi apresentado na tarde de 23 de abril, no Centro de Referência Negra de Araguari, ganhou os prêmios de ESPETÁCULO, DIREÇÃO (Duzinho Nery), ATRIZ (Ruth Marinho) E CENÁRIO (Duzinho Nery), recebendo os troféus Periquito de Ouro.

O festival que é realizado pelo Grupo de Teatro Sol, sob a coordenação de Nassin Guerra, teve a participação de grupos de Rondônia, Minas Gerais, Bahia, São Paulo, Goiânia, Paraná, Rio de Janeiro e Angola.

A próxima empreitada do espetáculo baiano "O CANDELABRO", será no 8º Festival Nacional de Teatro de Jales-SP, onde se apresentará no dia 1º de maio, ÀS 20h30 no Teatro Municipal de Jales.

Estamos na torcida!!!

sexta-feira, 15 de abril de 2016

ESPETÁCULO "O CANDELABRO" PARTICIPA DO FESTA - FESTIVAL DE TEATRO DE ARAGUARI-MG 2016


DEU NO FACE:

Boas notícias, galera!!! Mais um festival de teatro!!!
No dia 23/04 a Cia Távola de Teatro se apresenta no FESTA - Festival Nacional de Teatro de Araguari-MG, no Centro de Referência Negra.
Vamos representar o teatro de nossa Lauro de Freitas e da Bahia com o espetáculo "O CANDELABRO", Direção: Duzinho Nery e atuação de Ruth Marinho.

terça-feira, 12 de abril de 2016

ESPETÁCULO PAIXÃO DE CRISTO FOI APRESENTADO EM LAURO DE FREITAS


O fim de semana em Lauro de Freitas foi recheado com a apresentação de um dos mais importantes eventos das artes cênicas baianas, a Paixão de Cristo, que foi realizado na sua 18ª edição, na arena montada na Praça da Matriz, nos dias 9 e 10 de abril. Com as arquibancadas lotadas, o espetáculo foi apresentado para cerca de 6 mil pessoas durante os dois dias, mesmo acontecendo duas semanas após a Semana Santa. Isso porque o sucesso do espetáculo está nas inovações que a direção artística de Duzinho Nery propões a cada ano.


A Primeira Dama da cidade Drª Adriana Paiva assistiu o espetáculo com a sua família.

O espetáculo que iniciou com um texto marcante de Jesus dialogando com os apóstolos sobre o que iria acontecer consigo. Seus sofrimentos, suas angustias, sua traição e por fim sua humilhante morte numa cruz. E de forma espetacular surge a imagem do Cristo crucificado no calvário simultaneamente, sendo que o ator que dialogava com os apóstolos foi Victor Kizza e o crucificado na abertura, foi o coreógrafo e bailarino Deivison Antunes, que também assinou todas as coreografias da montagem.

Jesus Cristo dialogando com os seus apóstolos

Em seguida, Jesus enfatiza a importância do diálogo com a sociedade sobre o respeito as crianças e a inclusão das pessoas portadoras de deficiências, cena onde os apóstolos no momento em que impossibilitam a aproximação das crianças, são conscientizados pelo mestre, que diz: "Deixai vir a mim a crianças e os puros de coração, pois deles é o reino de Deus".

Jesus Cristo carrega uma criança, simbolo da pureza que todos devem ter

As cenas "pagãs" da época de Cristo também foram inseridas no contexto e de forma enfática, com muita sensualidade e ousadia, levando o público ao delírio. Demonstrada na cena na entrada de Salomé (Marcela Reis), carregada numa liteira por soldados e da Pecadora Pública (Alessandra Budihna), que dançou com a música Luxúria, de Isabella Taviani. Mesmo logo depois de ser perdoada por Jesus, após se livrar do apedrejamento em praça pública.

Marcela Reis interpretou Salomé

O espetáculo foi bastante enxuto, logo após a entrada Triunfal de Jesus em Jerusalém, praticamente inciou o julgamento, óbvio depois da cena de conspiração das Sacerdotizas (Eliz Moreno, Joelma Luz, Lila Luz e Ruth Marinho) e dos Fariseus (Alan Nery, Luide Prins, Ruan Almeida e Sheila Dias) e da Compra de Judas (Gustavo Busson). 

Jesus Cristo (Kizza), na Entrada Triunfal em Jerusalém

O sinédrio comandado por Caifás interpretado pelo experiente ator Júlio César Mello, foi um show a parte, juntamente com o tetrarca da Galiléia, o rei Heródes (Luide Prins) e em seguida onde culminou a condenação de Jesus, quando o Governador Pôncio Pilatos (Roberto Sheyps), lava as mãos e o entrega para ser crucificado.

Julgamento de Jesus no Sinédrio por Caifás, interpretado por Julio César Mello

Antecedendo a cena da Crucificação, tem a forca de Judas Iscariotes, o traidor. Onde o Demônio (Alan Nery) junto com a sua legião, aparece de forma apoteótica, com direito a coreografia com efeitos pirofágicos, e para ratificar a forca, surge um texto arrebatador de arrependimento do apóstolo que entregou Jesus com um beijo. 

Alan Nery interpretando Satanás e a sua legião de demônios

Logo em seguida, tem a cena emocionante da crucificação, onde Jesus é retirado da cruz e colocado nos braços da sua mãe Maria (Cissa Brito), numa bela imagem do "Pietá", quando os apóstolos recebem o corpo de Jesus e colocam no sepulcro, sob a trilha sonora cantada ao vivo por Lucas Ferreira.

Jesus crucificado no Calvário

A peça finaliza com a ressurreição, onde em seguida Maria Madalena (Alessandra Budihna) vai visitar o sepulcro e não encontra o corpo de Jesus e se desespera, mas o próprio Cristo aparace até a ela e pede anunciar para que todos vão a Galiléia e assim finaliza um espetáculo belo que merece ser visto todo ano, porque nunca se repete, sempre tem novidades que emocionam o público.


Os belos figurinos dos personagens principais foram assinados por Luis Claudio de Vasconcelos, que também caprichou nos adereços.

O figurinista do espetáculo Luis Claudio de Vasconcelos

Vejam outras fotos do espetáculo, créditos de Viviane Sales.











quinta-feira, 31 de março de 2016

PAIXÃO DE CRISTO SERÁ APRESENTADA EM LAURO DE FREITAS NOS DIAS 9 E 10 DE ABRIL


O espetáculo que conta a história da morte e ressurreição de Jesus Cristo, será encenado nos dias 9 e 10 de abril, às 19h, na arena montada na Praça da Matriz, em Lauro de Freitas. Montagem que está inserido do Calendário Cultural do município e conta com o apoio do Fundo Municipal de Cultura.


Um dos mais tradicionais espetáculos apresentados ao ar livre no estado da Bahia, está na sua 18ª edição. Peça teatral que tem a participação da comunidade e de grandes atores do município e atores convidados, a exemplo de Victor Kizza (Jesus), Cissa Brito (Maria de Nazaré), Roberto Sheyps (Pilatos), Luide Prins (Heródes e Fariseu), Caifás (Júlio César Mello), Alan Nery (Satanás e Fariseu), Ruan Almeida e Sheila Dias (Fariseus), Eliz Moreno, Joelma Luz, Lila Luz e Ruth Marinho (Sacerdotisas), Gustavo Busson (Heródes), Alessandra Budihna (Pecadora Pública e Madalena), Aline Oliveira (Herodíades), Marcela Espírito Santo (Salomé), dentre outros.

A Paixão de Cristo que é contada de forma tão peculiar nesta encenação, a cada ano tem muitas novidades, onde insere cenas contemporâneas, sem deturpar a história de Jesus, que aconteceu há mais de 2 mil anos. A produção não antecipou nenhuma das novidades, deixando como surpresas para a público, que será recebido nas arquibancadas montadas no entorno da Praça para duas mil pessoas. O ingresso será trocado por 1k de alimento não perecível, no Cine Teatro de Lauro de Freitas, a partir de 7 de abril.

A direção artística que é assinada por Duzinho Nery um dos idealizadores do espetáculo desde 1999. Nery tem a preocupação de sempre oferecer uma obra artística de cunho religioso, que toque e emocione a plateia. “Sempre desejo que o público que assiste a nossa peça, saia daquela arena pensando um pouco mais sobre a mensagem de amor que Jesus nos deixou.  Para depois de refletir, quem sabe agir e colocar em prática?”. Finalizou o diretor, que também assina o roteiro e a coprodução.

Para maiores informações, entrem em contato com a produção através do e-mail: tavolacultural@hotmail.com e do telefone (71) 98704-3494.

BANDA TRANSACOR ANIMA BLOCO JEGUINHO NO CARNAVAL DE LAURO DE FREITAS

Banda Transacor faz bonito no Lauro Folia 2016

A segunda-feira (8) do carnaval de Lauro de Freitas teve uma atração de peso, a banda Transacor, que puxou o bloco infantil Jeguinho, arrastando centenas de pessoas. Com um repertório eclético, sob a voz da talentosa Barbinha, que animou todos os foliões que acompanhavam pelas ruas do centro da cidade.

Com a participação de Léo Gonçalves, Transacor arrasta multidão nas ruas de Lauro de Freitas

A banda que tem a liderança do guitarrista Jaldo Lopes, fez bonito no Lauro Folia. O carnaval do município que teve o apoio da Prefeitura de Lauro de Freitas e da Bahiatursa.


terça-feira, 29 de março de 2016

REI MOMO DE SALVADOR PARTICIPA DO TROFÉU DODÔ & OSMAR 2016

"Esta premiação tem uma grande importância para o Carnaval da Bahia. Valoriza os profissionais que constroem e pensam a nossa festa".

DUZINHO NERY
Rei Momo do Carnaval de Salvador 2016

O Rei Momo Duzinho Nery no foyer do Teatro Castro Alves, local da premiação do troféu Dodô & Osmar
Duzinho Nery, o Rei Momo do Carnaval de Salvador 2016, participou do troféu Dodô & Osmar, onde escolheu os destaques da maior festa popular do mundo, que ocorreu pontualmente às 20h48 desta segunda-feira (28/3). As cortinas da sala principal do Teatro Castro Aves se abriram para receber a 23ª edição do Troféu Dodô & Osmar. Com o tema “Um Chão de Estrelas”, o evento premiou oficialmente os grandes destaques do Carnaval 2016 de Salvador. Os homenageados da noite foram o sambista Riachão e o produtor musical e cultural Wesley Rangel – falecido em janeiro de 2016.
O Rei Momo Duzinho Nery e a diva Ivete Sangalo
Reunindo diversas personalidades baianas como Bell Marques, Mari Antunes, Felipe Pezzoni, Denny (Timbalada), Vina Calmon (Cheiro de Amor), Magary Lord, Tomate, Ivete Sangalo e o Rei Momo Duzinho Nery. A noite de premiação começou com uma apresentação da Orquestra Afrosinfônica, regida pelo maestro Ubiratan Marques. Em seguida, os cantores Lincoln Sena, da Duas Medidas, e Tays Reis, da banda Vingadora, subiram no palco para cantar os clássicos “Eva” e “Cheiro de Amor no Ar”.

Duzinho Nery e Mari Antunes cantora da banda Babado Novo

Os atores George Vladimir e Zeca de Abreu com Duzinho Nery

Duzinho Nery com o cantor Bell Marques

Duzinho Nery e o cantor da Timbalada Denny Denan

O cantor Tomate e o Rei Momo Duzinho Nery

Duzinho Nery e a jornalista Wanda Chase

Confira abaixo os vencedores das 15 categorias do Troféu Dodô & Osmar 2016:
Voto Popular (pesquisa IBOPE)
Sucesso do Carnaval: Paredão Metralhadora
Cantora Destaque: Ivete Sangalo
Cantor Destaque: Bell Marques
Banda Destaque: Vingadora
Bloco Carnaval Barra-Ondina: Cerveja & Cia
Bloco Carnaval Avenida: As Muquiranas
Bloco Afro/Afoxé: Ilê Aiyê
Camarote Destaque: Camarote Salvador e Nana
Serviço Público Destaques: Segurança
Bloco de Samba Destaque: Alerta Geral
Voto Júri Técnico
Melhor Produção de Moda Feminino: Mari Antunes
Melhor Produção de Moda Masculino: Carlinhos Brown
Momento do Carnaval: Desfile de Ivete Sangalo sem cordas
Melhor Produção Artística de Camarote: Camarote Salvador
Puxador de Trio Destaque: Tomate

sábado, 26 de março de 2016

ESPETÁCULO DE TEATRO "O CANDELABRO" DE LAURO DE FREITAS FOI SELECIONADO PARA FESTIVAIS EM MINAS E SÃO PAULO


O espetáculo "O CANDELABRO", acaba de ser convidado para participar de mais um festival de teatro pelo Brasil, a exemplo do Festival de Teatro de Teófilo Otoni, em Minas Gerais, onde foi selecionado e se apresentará no dia 28 de maio. Desta vez, do 8º FESTIVAL NACIONAL DE TEATRO DE JALES - SP.

A apresentação será no dia 30 de abril, às 21h30 - no Teatro Municipal de Jales - SP. Parabéns a toda equipe da Cia Távola de Teatro, em especial a atriz e amiga Ruth Marinho, que deu vida a personagem Maria Aurora.

A direção e o texto quem assina é Duzinho Nery, a iluminação é de Thelma Gualberto, a preparação do corpo e voz de Lorena Pio, a técnica e operação de luz, Lucas Lins.

O espetáculo "O Candelabro", se apresentou no dia 19 de fevereiro de 2016, no Theatro José de Alencar, participando do Festival de Monólogos - Solos Brasileiros, em Fortaleza, sendo destaque de Melhor Direção.
Evoé pra todos nós!!!

sexta-feira, 25 de março de 2016

O ESPETÁCULO TEATRAL PAIXÃO DE CRISTO SERÁ ENCENADO PELO 18º ANO EM LAURO DE FREITAS


O espetáculo que conta a história da morte e ressurreição de Jesus Cristo, será encenado nos dias 9 e 10 de abril, às 19h, na arena montada na Praça da Matriz, em Lauro de Freitas. Montagem que está inserido do Calendário Cultural do município e conta com o apoio do Fundo Municipal de Cultura.


Um dos mais tradicionais espetáculos apresentados ao ar livre no estado da Bahia, está na sua 18ª edição. Peça teatral que tem a participação da comunidade e de grandes atores do município e atores convidados, a exemplo de Victor Kizza (Jesus), Cissa Brito (Maria de Nazaré), Roberto Sheyps (Pilatos), Luide Prins (Heródes e Fariseu), Caifás (Júlio César Mello), Alan Nery (Satanás e Fariseu), Ruan Almeida e Sheila Dias (Fariseus), Eliz Moreno, Joelma Luz, Lila Luz e Ruth Marinho (Sacerdotisas), Gustavo Busson (Heródes), Alessandra Budihna (Pecadora Pública e Madalena), Aline Oliveira (Herodíades), Marcela Espírito Santo (Salomé), dentre outros.

A Paixão de Cristo que é contada de forma tão peculiar nesta encenação, a cada ano tem muitas novidades, onde insere cenas contemporâneas, sem deturpar a história de Jesus, que aconteceu há mais de 2 mil anos. A produção não antecipou nenhuma das novidades, deixando como surpresas para a público, que será recebido nas arquibancadas montadas no entorno da Praça para duas mil pessoas. O ingresso será trocado por 1k de alimento não perecível, no Cine Teatro de Lauro de Freitas, a partir de 7 de abril.

A direção artística que é assinada por Duzinho Nery um dos idealizadores do espetáculo desde 1999. Nery tem a preocupação de sempre oferecer uma obra artística de cunho religioso, que toque e emocione a plateia. “Sempre desejo que o público que assiste a nossa peça, saia daquela arena pensando um pouco mais sobre a mensagem de amor que Jesus nos deixou.  Para depois de refletir, quem sabe agir e colocar em prática?”. Finalizou o diretor, que também assina o roteiro e a coprodução.


Para maiores informações, entrem em contato com a produção através do e-mail: tavolacultural@hotmail.com e do telefone (71) 98704-3494.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

ESPETÁCULO “GAIOLA, O CAÇADOR DE SOLIDÃO” DA BAHIA VENCE FESTIVAL DE MONÓLOGOS EM FORTALEZA

Espetáculo vencedor do VI Festival de Monólogos Solos Brasileiros em Fortaleza "Gaiola, O Caçador de Solidão", solo com o ator Léo Santis

A Cia. Távola de Teatro da cidade de Lauro de Freitas, recebeu o prêmio de Melhor Espetáculo no VI Festival de Monólogos – Solos Brasileiros, que foi realizado de 15 a 20 de fevereiro, pela Palmas Produções Artísticas no palco principal do Theatro José de Alencar na capital cearense com a participação de catorze espetáculos dos estados do Ceará, São Paulo, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia e Bahia.

O ator Léo Santis do monólogo vencedor "Gaiola, O Caçador de Solidão" e o diretor e autor do espetáculo Duzinho Nery

A Cia. Távola apresentou dois espetáculos, “Gaiola, O Caçador de Solidão” e “O Candelabro”, ambos foram muito bem avaliados pelo público e pela crítica teatral cearense. Mas o solo “Gaiola...”, atuado pelo ator Léo Santis, se consagrou como o Melhor Espetáculo e sendo destaque nas categorias de Cenário (Marcos Costa) e Iluminação (Thelma Gualberto). Já o espetáculo “O Candelabro”, atuado por Ruth Marinho, foi destaque como Melhor Direção (Duzinho Nery).

 
Na foto o diretor teatral Duzinho Nery, o ator e operador de luz Lucas Lins, a atriz Ruth Marinho e o ator Léo Santis

A solenidade de premiação aconteceu no último sábado (20), com a presença de autoridades e personalidades da arte cearense, como o presidente do SATED-CE Oscar Roney e da diretora do Theatro José de Alencar, Selma Santiago que representou o Secretário de Cultura do Estado do Ceará, Guilherme Sampaio.

Passagem de luz antes do início do espetáculo  "Gaiola, O Caçador de Solidão na sala principal do Theatro José de Alencar em Fortaleza-CE

O ator Léo Santis que também já foi premiado em outros festivais com o espetáculo “Gaiola...”, ficou muito emocionado com o resultado. “Pra gente o valor desta conquista foi grandiosa, uma sensação especial. Dedico esse prêmio a minha grande rainha, minha eterna mamãe Nilzete da Silva (em memória). Teatro é minha religião e o palco o meu altar! Evoê! Adupê!”. Disse Léo Santis.


A atriz Ruth Marinho viveu momentos tocantes. Com o resultado no festival, o espetáculo “O Candelabro”, foi convidado para participar de outros festivais no Brasil, onde a partir de abril inicia uma turnê por Minas Gerais, Espirito Santo e Rio de Janeiro. “Muito feliz! Após a nossa apresentação o público veio até a mim agradecer pela mensagem. Principalmente as mulheres, que se sentiram aliviadas através da voz de Maria Aurora, personagem que vivo na encenação”.

Duzinho Nery no Theatro José de Alencar antes do início do espetáculo "Gaiola, O Caçador de Solidão"



Para Duzinho Nery, o diretor e autor dos espetáculos baianos, foi muito gratificante ser reconhecido mais uma vez fora do estado. “Fico envaidecido em ter dois trabalhos reconhecidos em Fortaleza. Levar a nossa arte e a nossa mensagem para públicos diferentes não tem preço. Nosso papel como artista e como cidadão é este, transgredir, tocar e sensibilizar”. Concluiu o diretor.

A Cia. Távola de Teatro no ano de 2016 tem uma extensa agenda, onde participará de vários festivais pelo país. Ambos os espetáculos “Gaiola, O Caçador de Solidão” ficarão em cartaz em Lauro de Freitas e “O Candelabro”, entrará em cartaz também na capital baiana. 

Lucas Lins, Duzinho Nery e Ruth Marinho na frente do Theatro José de Alencar em Fortaleza-CE

Cena do espetáculo "Gaiola...", no Theatro José de Alencar

Preparação do espetáculo "O Candelabro", na Sala Principal do Theatro José Alencar

Cena do espetáculo vencedor do VI Festival de Monólogos Solos Brasileiros 2016, Gaiola, O Caçador de Solidão, com o ator Léo Santis